Empreendedorismo

Como profissionalizar uma ideia para virar um negócio

Cleber Barros, proprietário da Vinia – Inovação Cosmética, conta como o coworking ajudou ele e o sócio a transformar a expectativa em realidade

 

Quatro anos de home office e os negócios caminhavam, mas sem empolgar os dois sócios Cleber Barros e Hugo Campos, proprietários da Vínia, Inovação Cosmética, empresa focada em consultoria e cursos (online e práticos) para o setor de cosméticos. Foi quando os dois decidiram o próximo passo, sair de casa e ir para um coworking. “Foi quando as coisas começaram a acontecer. Até então não conseguíamos engrenar, só pagávamos as contas. Faltava a produtividade e o alinhamento entre a gente que o trabalho diário e em conjunto nos deu”, explica Cleber.

A empresa nasceu quando Cleber deixou o mercado de cosméticos, onde trabalhou em grandes empresas do ramo para empreender com o seu amigo, Hugo Campos, que vinha do ramo de publicidade. “Foi uma coisa que começou naturalmente. Entendemos que era a hora investir na gente e começamos a trabalhar de casa na Vinia. Vimos o que o mercado tinha e o que precisava, que eram os cursos de capacitação que oferecemos, e entendemos isso como um filão para entrar de cabeça”, conta.

Com uma sala no 4You Coworking, a Vinia iniciou uma nova etapa de tirar a ideia do papel e transformar em negócio. Mesmo já existindo, faltava a profissionalização. “Tudo é feito de etapas. Se soubéssemos que esta mudança de local de trabalho influenciaria tanto, teríamos tomado essa decisão antes. Começamos com três horas por dia, aumentamos para quatro e depois integral. A empresa começou a ter mais demanda e percebemos que com os dois sócios juntos, no mesmo espaço, as decisões necessárias aconteciam mais rápido do que por call, como acontecia com o home office”, diz Cleber.

Em seis meses a empresa cresceu o suficiente para buscar um escritório próprio, com espaço onde pudessem montar um laboratório para ministrar os cursos, que já possuem turma até janeiro. Segundo Barros, todo o potencial já existia, mas foi a ida para o coworking que ajudou a executar.

“Quando percebemos que precisaríamos sair e montar nossa empresa, ficamos tristes, mas a possibilidade de ter um espaço que nos propiciou a estrutura para alçar mais voos foi essencial. Não conseguiríamos pulando etapas. É uma escalada”.

Dicas para empreender

Para Cleber Barros, ter iniciativa é a ponte principal entre a ideia e o negócio. “É preciso acreditar no seu potencial, no seu conhecimento e aonde você quer investir. Essa coragem é que vai mudar tudo. Eu prefiro errar tentando, do que ficar com a frustração de nunca ter arriscado em um sonho”.

O empresário lista algumas dicas para quem está neste processo de empreender, mas ainda não deu o primeiro passo:

– Fundamental ter conhecimento na área em que quer atuar. Busque ser especialista, entender todos os processos e perceber o que o mercado ainda não faz e o que pode ser feito.

– Busque parcerias. Em alguns casos fica caro o investimento para dar um curso ou montar o negócio, por isso encontre outras empresas que se interessariam em investir ou ceder o material que você precisa em troca da sua divulgação.

– Coloque em prática. Não adianta nada ter uma boa ideia, ter o conhecimento, se eles ficarem somente no papel.

Share this Story
Load More Related Articles
Load More By Fernanda Aléssio
Load More In Empreendedorismo

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *

Veja também

Como planejar o seu dia e cumprir todas as tarefas

O dia começou. Tudo parece tranquilo e você ...